A Pessoa do obreiro - Parte 2

Objetivo: Identificar características negativas nos maus obreiros, aprender com os julgamentos exercidos sobre eles, e fugir de tais pessoas e comportamentos semelhantes.


I. Assim como Deus possui o seu ministério com seus ministros para cumprir com seu propósito, semelhantemente, satanás possui o ministério da iniquidade com seus ministros, para cumprirem com o seu propósito de danificar e destruir a obra de Deus – 2 Co 11:12-15.

 

A. Quando o obreiro, falha em compreender sua verdadeira função no serviço de Deus, se torna um estorvo em sua obra, nem entrando no reino, nem deixando outros entrarem – Mt 23:13.

 

1. Miriã e Arão – Nm 12:1-10 – Exemplos de pessoas de Deus, sinceras e úteis na obra, mas que por um lapso, se deixaram seduzir pela rebelião contra a autoridade representativa de Deus diante do Seu povo.


a. Autoridade representativa de Deus é a que o representa espiritualmente em Sua obra.


b. Miriã e Arão eram os mais próximos e íntimos de Moisés, o representante de Deus e guia do povo. Isto significa que até os que estão envolvidos no trabalho de Deus, os mais chegados, precisam de vigilância redobrada quanto às tentações no tocante a rebelião à autoridade.


c. A rebelião (lepra) faz parte da natureza caída de todos os homens, e permanece oculta aguardando somente que alguém a cultive, regue, em alguma circunstância oportuna.


d. Aqueles que cultivam a rebelião em seu interior, no oculto, mais cedo ou mais tarde, serão manifestados. A lepra vem à tona, e o resultado e ser lançado fora do arraial.


2. Coré, Datã e Abirão, é o caso de alguém que ama a posição, não se submete à autoridade representativa de Deus, e tenta fazer a si mesmo autoridade. Estes não ficarão impunes dos juízos divinos nem neste mundo, nem no porvir – Nm 16:1-3; 31-33; Jd 14 e 15.


3. Himineu e Fileto – 2 Tm 2:16-18 – Estes são exemplos de irmãos que não se submetiam (ou não aceitavam) os ensinamentos trazidos pelo ministério apostólico do novo testamento. Desviando-se da verdade, se caracterizam por sua linguagem de difamação aos guias, levando seus próprios ensinamentos baseados em suas mentes carnais.


4. Alexandre, o latoeiro – 1Tm 1:19,20; 2Tm 4:14 – Este causou muitos males ao apóstolo Paulo. Lhe resistia face a face, blasfemava e colocava o ministério em dúvidas, causando muitas dores ao apóstolo. O conselho de Deus para os fiéis é que devem fugir dos que procedem de semelhante modo.


5. Diótrefes – 3Jo 9-10 – Membro ativo da Igreja. Incrível. Não ofertava, não acolhia os santos, falava mal dos irmãos, principalmente do presbítero João, e ainda queria ser o primeiro, isto é, o melhor. Somente suas orações eram válidas e poderosas, e suas mensagens cheias de vida. isto era o que Demétrio pensava. Além de tudo isso, se opunha àqueles que não se submetiam ao que ele queria.

B. Satanás é a fonte de toda rebelião e morte. É o seu espírito quem inspira os homens a se rebelarem causando males à obra de Deus – Ef 2:2. Sua tarefa consiste em cegar o entendimento do homem, fermentar suas almas e fazê-los, sempre prontos, para espreitar a vida dos servos de Deus, mantendo-os sob observação, enquanto deixam ignoradas as suas boas ações.



II. A palavra "servo", no grego "doulos, do verbo "deo", (ligar, algemar, aprisionar), significa "escravo", isto é, aquele que não pertence a si mesmo, nem vive em função própria.

 

A. Josué é chamado pelas Escrituras de servidor de Moisés – Êx 24:13. É um exemplo típico de alguém que não vive para si mesmo, mas para Deus e para os homens. Sua fidelidade o levou a ser, depois da morte de Moisés, o seu substituto.


B. Neemias é um exemplo de amor, determinação e coragem – Ne 1:1-4; 11.


1. Exemplo de amor porque, não precisando de coisa alguma, pois vivia na corte real, suprido de tudo, se dispôs a servir e buscar uma condição melhor de vida aos seus irmãos que viviam em miséria.


2. Exemplo de determinação porque, não somente se sensibilizou com a situação de Jerusalém, mas demostrou isso com oração, jejum, e abandono de seu bem estar em Babilônio, a favor dos seus irmãos.


3. Exemplo de coragem porque, movido pela visão governante do propósito de Deus, e pela compaixão de seus patrícios, renunciou sua posição no reino, e expôs sua vida ao perigo, tanto de feras, como de salteadores e inimigos do povo de Deus, ao regressar às ruínas de Jerusalém.


C. Jesus é o maior exemplo de servo/obreiro. "...Subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz" – Fp 2:6-8.

 

"Precisamos desistir daquilo que estamos construindo, para decidirmos por aquilo que Deus deseja construir".






Bispo Alexandre Rodrigues

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Avalie este item
(0 votos)
Super User

Curabitur ultrices commodo magna, ac semper risus molestie vestibulum. Aenean commodo nibh non dui adipiscing rhoncus.

Website.: www.themewinter.com

Bispo Sênior
Alexandre Rodrigues

Bispos
Eleilson Ferreira
Giovani Mantovani
Josué Argôlo
Marcos Oliveira
Moisés Gonçalves
Renato Sena
Vinícius Batista

Outros Links