Qual o significado de JOÃO 16:8?

QUAL O SIGNIFICADO DE JOÃO 16:8, QUE DIZ: “Quando ele vier [Espírito Santo] convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”?


 

Resposta:

 

O referido texto nos traz uma assertiva, de que não se pode duvidar: primeiro pelo fato de que aquele que falou não mente; segundo, pelo fato de não deixar dúvida o texto daquilo que aconteceria tão logo o Espírito Santo fosse enviado; a saber, o mundo seria convencido do pecado, da justiça e do juízo.

Erroneamente, a grande maioria dos cristãos pensa referir o texto à obra do Espírito Santo de convencer o pecador, concernente à sua condição, a fim de conduzi-lo a Cristo. Entretanto, note que não é isso o que diz o texto. Antes, afirma, categoricamente, que o Espírito Santo convenceria o mundo. Nesse sentido, pode-se afirmar que o que se diz, não se refere a uma possibilidade, mas ao que o Espírito faria; não ao pecador, mas ao mundo.

Então, o que de fato afirmou o Senhor? Veja como o próprio Jesus nos esclarece nos versículos posteriores: "do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para junto do Pai; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado" (Jo 16:9-11).

Ou seja, o mundo seria convencido destas três coisas, tão logo o Espírito Santo fosse enviado.

Assim, a vinda do Espírito Santo seria uma prova a respeito da identidade de Jesus e dos resultados de Sua obra. Como os judeus não criam n'Ele, o Senhor então deu-lhes um sinal. Como que lhes dissesse: Eu voltarei para o meu Pai. E, para que vocês tenham a constatação de que de fato entrei na glória, que tive com o Pai desde o princípio, eu enviarei, do céu, uma prova: enviarei o Espírito Santo. Quando, portanto, vocês virem descer o Espírito sobre os discípulos, e por seu intermédio realizar as minhas obras, sabereis quem eu sou; isto é, sabereis que sou o Messias prometido. Assim, ficarão convencidos do pecado, de não terem acreditado em mim. Quando virem o Espírito Santo descer sobre minha igreja, e capacitá-la a cumprir a minha vontade, saberão que fui para o Pai, que entrei em Sua presença e fui por Ele recebido e aceito. Assim, serão convencidos a respeito da justiça; ou seja, terão a prova de que, como homem, não somente pratiquei plenamente a justiça, mas, conforme as profecias, sou a própria justiça. Razão porque voltei e permaneço na presença do Pai. Do contrário, jamais teria entrado na glória; mas, como qualquer homem pecador, desceria ao hades e lá permaneceria. E que virem vocês o Espírito Santo derramado sobre os apóstolos, terão o testemunho que a minha morte não foi uma morte qualquer, mas a morte do Justo, que julgou este mundo e o seu príncipe.

A vinda do Espírito Santo dependia da ressurreição de Cristo. Pois, se Cristo não ressuscitasse, Ele também não voltaria para o Pai. Se não voltasse ao Pai, não poderia enviar o Espírito Santo. E, se o Espírito Santo não viesse, isso seria prova de que Jesus NÃO ERA O MESSIAS. O contrário também é verdadeiro. Se o Senhor ressuscitasse, voltaria ao Pai, entraria em Sua glória, e, de lá, enviaria o Espírito, como testemunho de Sua ressurreição. E foi isso o que aconteceu.

No dia de pentecostes, declarou Pedro declarou, dizendo: "Exaltado, pois, à destra de Deus, tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isso que vedes e ouvis [...]. Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo" - At 2:33 e 36.

O mundo, representado por aqueles que estavam em Jerusalém no dia de pentecostes - homens vindos de todas as nações que havia debaixo do céu (At 2:5) - naquele dia obteve a prova, o testemunho, de que Jesus é de fato o Cristo. A Sua ressurreição é prova disso; e o derramamento do Espírito é prova incontestável de Sua ressurreição. Naquele dia o mundo foi convencido, isto é, obteve a prova, da verdade a respeito do Filho de Deus e das consequências de Sua morte.

 

 

Eu mesmo,

 

Bispo Alexandre Rodrigues

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Avalie este item
(1 Votar)

Bispo Sênior
Alexandre Rodrigues

Bispos
Eleilson Ferreira
Giovani Mantovani
Josué Argôlo
Marcos Oliveira
Moisés Gonçalves
Renato Sena
Vinícius Batista

Outros Links