Tribunal de Cristo e trono branco

Pastor, surgiram duas dúvidas de entendimento do Apocalipse, de fatos que não estão bem claros nas Escrituras.

Gostaria, caso seja possível, que me esclarecesse:

  1. TRIBUNAL DE CRISTO: Somente os salvos serão julgados. Receberão galardão ou disciplina segundo o bem ou mal que tiverem feito em vida. Dúvida: Como este julgamento ocorrerá nos ares, serão arrebatados até os cristãos que vão receber disciplina? aqueles do arrebatamento tardio?

  1. TRONO DE GLÓRIA, serão julgadas as nações sobreviventes da grande tribulação. Dúvida: E as nações (os "benditos de meu Pai"), que morreram antes da grande tribulação. ressuscitarão para habitar esta nova terra, sobre a qual Cristo vai reinar?

Obrigada e fique na paz,

RESPOSTA ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Graça e paz.

No primeiro caso, entendemos que "todos deverão comparecer diante do tribunal de Cristo"; todos, sem exceção (2Co 5:10). Será um encontro familiar de prestação de contas, conforme sugere a palavra grega bema, traduzida por tribunal, em nossas versões em português. Não se pode definir objetivamente nas Escrituras o momento exato em que ocorrerá este julgamento. Podemos, sim, inferi-lo; o que talvez responda o seu questionamento, vejamos:

1) Os cristãos vencedores são arrebatados no início da grande tribulação, entre o sexto e sétimo selo (Ap 7:9-17);

2) Os cristãos derrotados, que serão vencedores durante a grande tribulação (vencedores tardios), serão arrebatados entre a sexta e sétima trombeta (Ap 15:2), momento no qual a ira de Deus, anunciada na sétima trombeta (Ap 11:18) será consumada (Ap 15:1).

Assim, cremos que será então durante os sete flagelos da ira de Deus, finalzinho da grande tribulação, que, estando todos reunidos com Cristo, acontecerá o tribunal de Cristo.

Quanto à segunda pergunta, acerca das nações que estarão mortas por ocasião da segunda vinda de Cristo, a Escritura nos declara que não ressuscitarão, até que se complete os mil anos (Ap 20:5). Somente depois, no fim do milênio, é que ressuscitarão para o julgamento do grande trono branco (Ap 20:11ss.). Na ocasião, os mortos serão julgados segundo suas obras, segundo constam nos livros. Esta verdade foi-nos apresentada por Paulo, a qual faz parte do que ele chama de "meu evangelho" (Rm 2:16). Segundo esta revelação, estes serão julgados baseados na revelação mínima que receberam de Deus e acerca de Deus, pois nada mais puderam saber a respeito d'Ele, em razão do tempo e espaço remotos em que viveram (Rm 1:19-20; 2:14-16). Muitos naquela ocasião serão salvos (Ap 20:15), isto é, restaurados à condição de Adão, antes de sua queda. Não participarão da filiação, da natureza divina (2Pe 1:4), privilégio apenas dos nascidos de Deus, mediante a fé no Filho de Deus, crucificado e ressurreto (Rm 10:9). Serão eles as nações que povoarão a nova terra, na eternidade (Ap 21:24).

Tudo isso, entretanto, tem por fundamento o sacrifício de Jesus Cristo, que possibilita a redenção de todo o mundo (Cl 1:20). As folhas da árvore da vida curarão as nações de seu pecado (Ap 22:2); isto é, as virtudes de Cristo serão para as nações a base de sua justiça, eternamente.

No amor de Cristo,

Bispo Alexandre Rodrigues

Avalie este item
(0 votos)

Bispo Sênior
Alexandre Rodrigues

Bispos
Eleilson Ferreira
Giovani Mantovani
Josué Argôlo
Marcos Oliveira
Moisés Gonçalves
Renato Sena
Vinícius Batista

Outros Links